Monjoleiro ou Paricá-branco

Característica Morfológica:

É uma planta espinhenta de 15-20 m de altura, com tronco de  40-60 cm de diâmetro. Possuem folhas compostas bipinadas, de 20-26 cm de comprimento, com 10-16 jugas. Pinas de 6-8 cm de comprimento com 24-34 pares de folíolos. Fruto legume deiscente (frutos que abrem-se suas sementes ainda na planta).

Ocorrência:

Região amazônica até o Paraná, na floresta latifoliada semidecídua (perde parte de suas folhagens em determinada época do ano) é particularmente frequente nos estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná.


Madeira:

É moderadamente pesada (densidade de 0,79 g/cm3), é mole porém resistente, dócil ao cepilho e a cerra, fornecendo boa superfície ao envernizamento.

Utilidade:

A madeira é própria para marcenaria, torno e dobras internas. A casca serve para curtir couro. A árvore possui copa frondosa proporcionando boa sombra, além de ser ornamental quando em flor. pode ser empregada com sucesso na arborização urbana e rural. Como planta pioneira e rústica, não pode faltar no reflorestamentos mistos destinados ao plantio em áreas de preservação permanente.

Informações Ecológica:
É uma planta semidecídua ( perde parte de suas folhas durante o ano) decídua seletiva xerófita (plantas que localizam-se em regiões climáticas áridas) heliófita ( necessita da luz solare pioneira, porém também expressivamente dispersa nas florestas primária da Bacia do Rio Paraná. Nas formações secundárias, sua ocorrência é expressiva em todos os estágios sucessionais, particularmente nas encostas e topos de morros de terrenos pedregosos e secos. Produz anualmente grande quantidade de sementes que garante sua regeneração natural.

Floresce durante os meses de dezembro-março. A maturação dos frutos ocorre no período de agosto-setembro com a planta quase totalmente despida de  sua folhagem.

Obtenção de Sementes:

Os frutos são colhidos diretamente da árvore quando inciarem sua abertura espontânea. Em seguida levá-los ao sol para completar a abertura das sementes. Um kg equivale aproximadamente 9.600 sementes.

Produção de Mudas:

As sementes são colocadas para germinar logo que são colhidas sem nenhum tratamento. em canteiros semi-sombreados contendo substrato  organo-arenoso. Cobri-las com uma leve camada de substrato peneirado e irrigar duas vezes ao dia. A emergência ocorrerá de 4-8 dias e, a taxa de germinação geralmente é alta (mais de 90 %) para sementes frescas. Transplantar as mudas para canteiros individuais quando atingirem  3-5 cm. O desenvolvimento das mudas é bastante rápido, ficando prontas para o plantio  no local definitivo em menos de 4 meses. O desenvolvimento das plantas no campo também é bastante rápido, alcançando facilmente 4-5 m aos 2 anos.



Fonte de pesquisa: Manual de Identificação e cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil / Autor Harri Lorenzi / Volume 01








2 comentários:

  1. Pode comer as vagens. ou (vajens) bom vejo que são lindas e devem ser ricas em nutrientes.

    ResponderExcluir
  2. Eu acho de fato que essa árvore deve ser bem mais explorada pôr nós, Suas sementes são lindas. me responda. Eu á comi crua tem um gosto muito forte. preciso saber mais sobre ela. já vi pessoas fazendo bochecho para dor de dente.

    ResponderExcluir