Cinzeiro ou ou Amarelinho

Características Morfológicas:

Altura de 8-12 m , com tronco de 30-40 cm de diâmetro. Folhas em número de 4-6 em cada ramo, glabras(desprovidas de pelos) de 5-10 cm de comprimento. Fruto cápsula deiscente( fruto que abrem-se e libera suas sementes ainda na planta).

Ocorrência:

Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Rio de Janeiro, no cerrado( solos arenosos e altitude superior a 400 m).




Madeira:

Leve macia e de tecido frouxo, de baixa durabilidade quanto expostas às intempéries.

Utilidade:

A madeira é empregada apenas para caixotaria, confecção de brinquedos e artefatos leves, e como lenha. A árvore é extremamente ornamental quando em flor, o que é notado a distância em seu habitat natural em seu longo período de reflorestamento. Pode ser empregada com sucesso no paisagismo em geral tendo como único inconveniente seu lento crescimento. Planta pioneira adaptada a terreno arenoso e pobres , pode ser empregada em reflorestamento heterogêneos destinados à recomposição de áreas degradadas.

Informações Ecológicas:

É uma planta perenifólia (folhas persistente ou perene mantém durante o ano inteiro) e heliófita (necessita de luz solar). É indiferente às condições físicas e químic as do solo, características do cerrado pobres de regiões de altitude. Pode ser encontrada tanto no interior da mata  primária como nas formações secundárias capoeiras e capoeirões. Apresenta dispersão ampla, porém, descontínua porém ocorrendo geralmente em agrupamentos populacionais em determinadas áreas e faltando completamente em outras.

Floresce nos meses de novembro-março. Os frutos amadurecem em agosto-setembro.

Obtenção de sementes:

Os frutos são colhidos diretamente da árvore quando iniciarem sua abertura espontânea. Em seguida levá-los ao sol para completar a abertura e liberação das sementes. Um kg equivale aproximadamente 39.800 unidades.

Produção de Mudas:

Colocar as sementes para germinação logo após serem colhidas, elas deverão ser mantidas em ambientes semi-sombreados (suas mudas não toleram transplante). A emergência ocorrerá de 20-60 dias, com taxa de germinação baixa. O desenvolvimento das mudas é lento, ficando prontas para o plantio no local definitivo de 10-11 meses.





Fonte de pesquisa: Manual de Identificação e cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil / Autor Harri Lorenzi / Volume 01


Links:


Nenhum comentário:

Postar um comentário