Corticeira-da-serra

Características Morfológicas:

É uma planta espinhenta de 20-30 m de altura, com tronco de 50-90 cm de diâmetro. Possuem folhas compostas trifolioladas sustentadas por pecíolo de 9-16 cm folíolos glabos (ou seja desprovidos de pelos) coriáceos (semelhante ao couro quebra facilmente) de 10-15 cm de comprimento por 5-7 cm de largura.


Ocorrência:


Minas Gerais e Mato Grosso do Sul até o Rio Grande do Sul, principalmente na floresta semidecídua(floresta que perde partes das folhas em determinada época do ano).




Madeira:


É leve(densidade 0,32 g/cm3), textura grossa e homogênea, de baixa durabilidade quando exposta.

Utilidade:

A madeira pode ser empregada para confecção de palitos de fósforo, forros, brinquedos, cepas para calçados, caixotaria, gamelas, tábuas para divisões internas. A árvore em flor é um belo espetáculo da natureza, tornando a planta extremamente ornamental e útil para o paisagismo. Ela é adaptada à áreas abertas em solos muito úmidos e brejosos, é  demais interessante para o plantio em áreas ciliares degradadas (que ficam às margens dos rios) juntamente com outras espécies. Suas flores são muito visitadas por periquitos e papagaios que sugam seu néctar.

Informações Ecológicas:

É uma planta decídua (Perdem suas folhas em uma determinada época do ano) heliófita (necessita da luza solar) ou esciófita (espécie vegetal adaptada a se desenvolver na sombra) características de várzeas aluviais muito úmidas e inicio de encostas. Ocorre tanto no interior de floresta densa primária como em formações abertas e secundárias. Apresenta distribuição irregular e descontínua, ocorrendo em altitudes entre 500-900 m. Produz anualmente moderada quantidades de sementes, entretanto muito atacada por insetos.

Floresce em  junho, prolongando-se até novembro quando aparecem as novas folhas. Os frutos (vagens) amadurecem em setembro-novembro, entretanto permanecem sobre as árvores por mais alguns meses.

Obtenção de Sementes:

Os frutos são colhidos diretamente da árvore quando adquirirem coloração preta e iniciarem a queda espontânea. Em seguida deverá deixá-lo ao sol para secar e facilitar a abertura manual e retirada das sementes. Um kg equivale cerca de 6.000 unidades.

Produção de Mudas:

As sementes são colocadas para germinar logo que são colhidas sem nenhum tratamento, em canteiros ou diretamente em recipientes contendo substrato organo-argiloso. A emergência ocorrerá de 4-8 dias e a taxa de germinação é superior a 90%.




Fonte de pesquisa: Manual de Identificação e cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil / Autor Harri Lorenzi / Volume 01



Nenhum comentário:

Postar um comentário