Gengibre-Azul ou Trapoeraba-Azul


Gengibre-Azul  ou  Trapoeraba-azul


É uma planta arbustiva ( ou seja, que ramifica desde junto ao solo e tem porte pequeno em relação  as árvores), de consistência suculenta, nativa do Brasil, de 0,90-1,20 m de altura, constituídas de diversos caules eretos, com nós e entre-nós e folhagem ornamental. Possuem folhas largo-lanceoladas, verdes, brilhantes e com a face interior verde-arroxeada.




Essa planta é típica de clima tropical, para que ela cresça e atinge seu potencial, evite cultiva-lá em cidades onde o inverno atinge a temperatura abaixo de 16 graus.
Da primavera ao outono, regue uma vez a cada 2 dias, mas diminua a oferta de água durante os meses frios, esperando que o solo fique completamente seco antes de regar novamente.
Ela floresce durante quase o ano todo, formando inflorescências terminais eretas com flores azuis.




Pode ser cultivada tanto a pleno sol ao a meia-sombra, como planta isolada, ou em grupos formando renques ao lado de muros e paredes, ou formando maciços isolados.
Caso a planta esteja em vasos passe-a para um vaso maior anualmente, de preferência nas primeiras semanas de setembro.




Essa flor tem um inimigo: A podridão vermelha, um fungo que ataca principalmente a cana-de-açúcar, mas também adora as folhas dessa planta. Sua presença é facilmente revelada por folhas cheias de manchas negras ou pardas em baixo relevo.



 


Multiplicam-se através de estacas e também por divisão da planta ou sementes. estas costumam-se germinar espontaneamente formando mudas nas proximidades da planta-mãe.

Plantas Ornamentais no Brasil Arbustivas, Herbáceas e Trepadeiras

Autor  Harri Lorenzi  e  Hermes Moreira de Souza   Terceira Edição.









5 comentários: